top of page

Amanda Lince mostra ousadia em sua interpretação ao lançar “trigêmeas”

Se não bastasse o talento de uma Amanda Lince, imagine então quando se juntam três? Não entendeu? Vamos lá, eu explico. Natural de Uberlândia/MG, Amanda canta desde os seis anos de idade. Atualmente, com 17 anos, de um tempo para cá, ela começou a postar vários vídeos covers, no Youtube. Entusiasta, ela teve a ideia de gravar alguns vídeos, na qual “trigêmeas” aparecem interpretando as canções.

O vídeo que ela postou e que deu maior repercussão foi da música “Romântico anônimo” da dupla Marcos & Belutti. O vídeo viralizou e em menos de três meses, alcançou mais de 150 mil views, no Youtube. Na verdade, não existem trigêmeas nenhuma. É a própria Amanda que gravou, em três momentos diferentes, e depois editou. Uma sacada digna de felicitações pela originalidade.

Romântico anônimo:

Em 11 anos de carreira, a Amanda coleciona três EPs, todos eles com canções autorais. Seu canal oficial, no Youtube, tem mais de meio milhão de visualizações. Recentemente, ela divulgou o lyric vídeo da música “Saudade”, que é de sua autoria.

Saudade:

AMANDA LINCE Amanda Lince é uma cantora, compositora, arranjadora e instrumentista, que está trazendo uma nova proposta para a música brasileira, com arranjos em estilo próprio que se fundem com o sertanejo raiz. Entrou no conservatório musical ainda criança, aos seis anos de idade, onde aprendeu a tocar violão e aulas de canto. Foi nessa época que compôs sua primeira música.

Amanda Lince é autodidata na viola caipira, piano e cavaquinho, e continua seus estudos no violão. Aos 13 anos, se encontrou decidida em seguir uma carreira profissional, contando sempre com o apoio familiar. No ano de 2012, gravou três composições de sua autoria, “Tarde demais”, “Forças” e “Memórias”, onde no Sul de Minas Gerais, em apenas três dias, alcançou as dez mais pedidas das rádios da região.

Em 2013 gravou o EP “Coração de Cristal”, com cinco composições, também de sua autoria, chamadas “Sentimento da alma”, “Coração de Cristal”, “Vida do apaixonado”, “Cinzas ao fogo” e “Refém da lua”. Com esse trabalho, ela foi indicada ao 25ª Prêmio da Música Brasileira, que é a maior referência, se tratando de música no Brasil, pois conta com um conselho formado por Gilberto Gil, João Bosco, Yamandá Costa, Wanderléa, Arnaldo Antunes, Antonio Carlos Miguel, entre outros.

Logo em seguida, teve sua composição “Sentimento da alma” indicada ao Prêmio de Música das Minas Gerais, confirmando seu talento precoce, tendo em vista que seu nome foi figurado ao lado dos maiores nomes da música do país. Em 2014, fez um ano de Teatro, no intuito de aprimorar sua performance e presença de palco.

Em 2015 lançou mais um EP autoral, intitulado “Chora Coração”. A música que leva o mesmo nome do projeto atingiu mais de 50 mil visualizações nas redes sociais, no primeiro dia de lançamento da canção. Em função de seus shows, em bares e casas noturnas, que apresenta restrições para menores, aos 17 anos, ela foi emancipada pelos pais para que pudesse dar continuidade em seu trabalho.

Atualmente, Amanda Lince continua fazendo inúmeras apresentações pelo o Estado de Minas Gerais. E, com potência na voz, faz um show animado e dançante, com inúmeros sucessos sertanejos e moda de viola, empolgando a todos que assistem às suas performances em bares e eventos, especialmente, na cidade de Uberlândia e região, esbanjando musicalidade, alegria e carisma por onde passa.

Para conhecer um pouco mais do trabalho da Amanda Lince e ouvir suas músicas, acesse o site www.amandalince.com.br.

コメント


bottom of page